Forte Chittorgarh

Chittorgarh, a cidade do forte

O nosso planejamento inicial, envolvia apenas as principais e maiores cidades da Índia, e, Chittorgarh. Quando comentamos com o agente de viagens que gostaríamos de ir para lá ele fez uma cara como quem diz, nossa, mas o que eles vão fazer lá? Mesmo assim, insistimos e não nos arrependemos.

Forte Chittorgarh
Forte Chittorgarh

A cidade se resume a um forte, o maior da Índia, que leva o nome da cidade. Dentro do forte existem diversas ruínas, que vão desde templos até torres e palácios. Começamos nossa visita pela Torre Vijaya Stambha. Subimos seus 37 metros por uma escada bastante estreita, e cada degrau valeu a pena uma vez que chegamos ao topo.

Torre Vijaya Stambha
Torre Vijaya Stambha

O segundo lugar que visitamos foi o Templo Samadhisvara, dedicado a Shiva. E pela primeira vez encontramos um rato fora de um restaurante na Índia. Ele estava dentro do templo, sendo alimentado por uma mulher que ali vendia alguns CDs.

Ratinho no Templo Samadhisvara
Ratinho no Templo Samadhisvara

Saindo do templo, fomos explorar o forte e encontramos um fosso cuja água estava bastante suja, mas mesmo assim, as crianças brincavam enquanto a mãe lavava suas roupas.

Crianças brincando no Forte Chittorgarh
Crianças brincando no Forte Chittorgarh

Entre uma ruína e outra, cruzamos com vários grupos de macacos que deixaram o nosso dai muito mais feliz. Os macacos são muito bonitos e por incrível que pareça, bravos.

Macaco pousando para a foto
Macaco pousando para a foto

A macaca tira piolho do macaco.

Macaca tirando piolho da bunda do macaco
Macaca tirando piolho da bunda do macaco

Enquanto isso, o macaquinho brinca de balançar no rabo do outro macaco.

 

Macaco brincando de pendurar no robo do outro
Macaco brincando de pendurar no robo do outro

Dentro do forte cruzamos com um carrinho que parecia vender uma espécie de pão de queijo. Perguntamos para o nosso motorista o que era e ele disse que era o Tic, que tinha com o molho doce e o apimentado, mas que jamais deveríamos provar o apimentado.

Kris comendo Butter Tic
Kris comendo Butter Tic

Comemos, tem um gosto de pão de ontem com um tempero doce que lembra uma geleia de laranja bem aguada, é muito ruim. Mas valeu a experiência.

 

Igor provando o Butter Tic
Igor provando o Butter Tic

Saindo do forte, encontramos pela primeira vez na Índia, um supermercado. Ficamos maravilhados pela quantidade de opções de guloseimas e resolvemos fazer delas, o nosso jantar.

Nossas compras gordinhas por 2 dólares
Nossas compras gordinhas por 2 dólares

Começamos com a do canto esquerdo que tem gosto de Índia, super apimentada. Depois comemos a que tem embalagem e gosto de verde e por último a Parle G, uma bolacha de maizena incrível que vende em todos os cantos. Para acompanhar, um suco de maça muito saboroso e de sobremesa, um Kit Kat. Gastamos nessa brincadeira 100 rúpias, ou seja, 2 dólares.

Comentários

comments

Powered by Facebook Comments

Author: kris