Batad, o amfiteatro das plantações de arroz

Batad, um Patrimônio da Humanidade

Depois de um voo um tanto quanto assustador para fugir das monções do Vietnam, chegamos em Manila, capital das Filipinas.

Ficamos apenas um dia no caos e logo fugimos para Batad, pequena vila em que estão localizados os “Terraços de Arroz Ifugao”, considerados Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e a oitava maravilha do mundo pelos Filipinos.

Batad, o amfiteatro das plantações de arroz
Batad, o amfiteatro das plantações de arroz

Para chegar lá passamos sete horas em um ônibus, uma hora e quinze em um Jeepeney e caminhamos por uma trilha com as mochilas nas costas por mais uma hora.

Jeepeney, transporte muito comum em todo o país
Andamos na “cobertura” do Jeepeney assim como esse pessoal

Na pequena vila vivem apenas 1500 pessoas que trabalham nas plantações de arroz que foram construídas por tribos indígenas há mais de 2 mil anos. Toda a irrigação é natural, e para mantê-la assim, existe um enorme trabalho de preservação do governo Filipino.

Terreços de Arroz Ifugao, o patrimônio da Unesco
Terraços de Arroz Ifugao

A maior parte dos turistas contratam um guia para andar nos terraços e fazer uma trilha até a cachoeira mais próxima. Como estávamos muito cansados, preferimos apenas passear entre as plantações. A sensação é de andar em um muro em que se você cai para um lado, fica molhado e cheio de barro e se cai para o outro, quebra uma perna. Tive que pedir ajuda para o Igor algumas vezes.

Kris andando nos muros estreitos
Kris andando nos muros estreitos

Já passamos por alguns Patrimônios da Humanidade ao longo dessa viagem, e é difícil dizer qual é o mais bonito. Mas com certeza Batad se destaca por servir de subsistência para a comunidade há mais de 2 mil anos e ter um cenário que se renova a cada safra.

Comentários

comments

Powered by Facebook Comments

Author: kris