Small Adam´s Peak, perto de Ella

O que vai e o que fica

Com o fim do ano chegando, retrospectiva da Globo na TV e a gente no Sri Lanka fugindo dela, eu tomei uma decisão muito importante na minha vida: esse ano eu não terei resoluções de ano novo. Não existe nada que eu queira fazer diferente ou mudar em 2013. Toda a lista que eu vinha arrastando ao longo dos anos, finalmente foi concluída.

Em 2012, consegui viajar mais. Não contei exatamente quantas vezes, mas foram no mínimo 15, sendo 3 internacionais. Joguei nos cassinos de Las Vegas e vi neve pela primeira vez na vida. Fiquei 15 dias em um navio na Europa e voei para o outro lado do mundo.

Entrei em uma empresa que tive um prazer absurdo de fazer parte, e hoje, quando vejo o resultado do trabalho que fizemos, me encho de orgulho pelo www.21diamonds.com.br.

Depois de alguns anos de dieta de livros, já lí meia dúzia e tenho outra dúzia engatilhada.

Parei de tentar e finalmente consegui parar de fumar. Foram 10 anos pitando e no mínimo 2 criando vontade de parar. Hoje, são quase 6 meses que não ponho um cigarro na boca, e quando sonho com eles de vez em quando, me sinto mal ao acordar achando que estou dando 59 passos para trás. Engordei uns 7kg por conta disso, mas hoje, 2 meses e meio depois de começarmos a viajar, já perdi aproximadamente 12kg e estou voltando a meu peso ideal – coisa que não sei o que é há mais de 6 anos.

E principalmente, consegui começar um projeto de vida: abandonar tudo por um tempo, e cair na estrada. Conhecer partes do mundo que nunca havia pensando em passar, esfriar a cabeça, ser 100% dono do meu tempo e ser livre da rotina e obrigações que a gente mesmo cria. Só tenho a agradecer meus pais, por terem me apoiado tanto ao contar para eles que eu estava partindo, e por ter encontrado uma parceira tão “massa” para fazer essa viagem mais especial.

2012 foi um dos melhores anos até o momento. Nada supera a sensação de reassumir o controle da própria vida.

Comentários

comments

Powered by Facebook Comments

Author: igor