f y r
_

Conhecendo Havana

Havana é uma das cidades mais interessantes que já visitei. A única capital ocidental do comunismo, tem histórias espalhadas por todos os lados e uma cultura fortíssima, diferente de tudo que nós, capitalistas, estamos acostumados.

Esquina da Rua Obispo com Havana
Esquina da Rua Obispo com Havana

Andar pelas ruas de Havana Velha, a principal região turística da cidade, é como uma viagem no tempo. De um lado, edifícios e monumentos construídos pelos espanhóis na época da colonização, do outro, um museu a céu aberto de carros clássicos americanos da década de 50. 

Capitólio Nacional, em Havana.
Capitólio Nacional, em Havana.

O que visitar em Havana Velha?

Nessa região da cidade é possível fazer tudo a pé, ou se preferir pode contratar bici-taxis ou que te levam para todos os cantos por 5 CUC a hora (aproximadamente 5 Euros).

Plaza Vieja (Praça Velha)

Construída em 1559, a praça tem uma arquitetura eclética que mistura o Barroco Cubano e o art nouveau inspirado em Gaudí. No início, a praça era utilizada para execuções, touradas e festas que os ricos cubanos podiam assistir de suas varandas.

Plaza Vieja (Praça Velha)
Plaza Vieja (Praça Velha)

Posteriormente, um horrível estacionamento subterrâneo foi construído e em 1996, a praça passou por um projeto de reconstrução. Hoje podemos visitar a escola primária Angela Landa e tomar uma cerveja na Factoria Plaza Vieja, uma pequena fábrica de cervejas artesanais.

Factoria Plaza Vieja
Factoria Plaza Vieja

Plaza de la Catedral (Praça da Catedral)

Uma das 5 principais praças de Havana Velha e local onde se encontra a Catedral de Havana construída em 1727. Uma praça lindíssima com bares e restaurantes ao seu redor, assim como o Museo del Arte Colonial (Museu de Arte Colonial).

Plaza de la Catedral
Plaza de la Catedral

Mojito na La Bodeguita Del Medio e Daiquiri no El Floridita

Dois bares clássicos que recebem diversos turistas por dia pois era locais em que Ernest Hemingway (1899-1961), escritor americano que viveu muitos anos em Cuba, costumava frequentar. La Bodeguita del Medio foi inaugurada em 1942, e além de servir o seu clássico Mojito, oferece uma ampla variedade de comida tipicamente cubana.

La Bodeguita Del Medio
La Bodeguita Del Medio

El Froridita foi inaugurada em 1817 e é famosa pelo Daiquiri, bebida feita a base de rum, açúcar, limão e um leve toque de licor de Maraschino. O ambiente do bar remete aos anos 40 e 50 e uma estátua em tamanho real faz homenagem ao seu maior frequentador, Ernest Hemingway.

El Floridita
El Floridita

Museo de La Revolución

Imperdível para quem quer realmente conhecer Cuba, e inclusive mereçe um post apenas para ele. Ver a história de como foi a luta pela Revolução Comunista em Cuba sob o ponto de vista de Fidel Castro não tem preço. Construído em 1920, o Museo foi a sede do palácio Presidencial até que Fulgêncio Batista foi atacado por guerrilheiros, em 1957. As marcas dessa batalha estão até hoje nas paredes do espaço que virou museu em 1959.

Museu da Revolução
Museu da Revolução

Fábrica de Charutos Partagas

Existem 2 fábricas de Charuto em Havana e a principal é a da Partagas. Para visitar a fábrica é necessário agendar com um agente de turismo local ou você pode apenas visitar a loja, localizada na antiga fábrica. Os charutos cubanos são famosos no mundo todo e a produção é artesanal, vale a pena conhecer.

Loja da Partagas, localizada na antiga fábrica
Loja da Partagas, localizada na antiga fábrica

Além da Fábrica de Charuto, é possível visitar o Museo do Rum, localizado ao lado do La Floridita. Além disso não deixem de passear pela Calle Obispo, a principal rua comercial da região com diversas lojas, bares e restaurantes.

Havana Velha é um bairro com muitas atrações, nós ficamos 5 dias e conseguimos conhecer bastante. Ainda assim, voltaria para passear pela La Malecón e cruzar o mar para conhecer o Forte Castillo del Morro e a casa do Che.

Comentários

comments

Powered by Facebook Comments

Share