f y r
_

A Vida em Comunidade

Koh Phangan é conhecida principalmente pelas baladas, sendo palco para uma das maiores festas dessas bandas, a Full Moon Party. Mas o que nem todo mundo sabe, é que em 1999, essa ilha no Golfo da Tailândia, recebeu do Rei o título de “Iha Orgânica” pelo esforço em difundir esse tipo de agricultura e pela preocupação com o meio ambiente.

Logo na chegada da ilha, a menos de 300 metros do pier, fica um hotel chamado Phangan Chai Hotel. Dentro dele, existe um grupo de aproximadamente 10 estrangeiros que fazem parte do Phangan Project, uma comunidade sem fins lucrativos que emprega suas energias em difundir padrões e programas para garantir um desenvolvimento sustentável na Tailândia.

Untitled-2

Depois de termos voluntariado com crianças na Índia, queríamos tentar algo relacionado ao meio ambiente, e é por isso que após algumas semanas e diversos e-mails, desembarcamos aqui. Fomos recebidos pelo Nico, o coordenador do Projeto, que nos mostrou nosso quarto. Estamos tendo sorte ultimamente. Quarto só para nós, com guarda roupa e água quente.

Segunda-feira as 7h30 aparecemos para o “Check In”, momento onde todos da comunidade se reúnem e compartilham com o grupo o que tem em mente, o que estão trabalhando no momento e o que pretendem fazer durante o dia. Começamos a trabalhar, sem um deadline, sem chefe no cangote, sem cobrança de resultados. O maior esforço é colocar cada voluntário em contato com o que gosta, e no meu caso foi a reciclagem.

Fiquei responsável por dar continuidade ao que foi criado pela Charlote, uma voluntária que passou por aqui um ano atrás. Tudo o que ela fez ficou parado mas não esquecido. Eles só esperavam aparecer alguém que tivesse os mesmos interesses e vontades para dar sequência ao projeto. A Kris cuida diariamente das novas plantas, que irao em breve popular o jardim de permacultura, xodó do projeto.

Todos os dias as 12h30, temos um almoço comunitário. Jeremy, um cozinheiro americano, prepara pratos com ingredientes típicos tailandeses, como broto de amendoim, e a cada dia nos surpreende com sua criatividade.

Ao ler esse post, talvez a imagem que se tenha criado é a de um bando de hippies abraçadores de árvore  com uma horta no quintal e fumando maconha. Bom, tirando a parte da horta, (e talvez a dos hippies) não tem isso por aqui. Todos são pessoas sérias, com um projeto estruturado e com objetivos claros e definidos. Indo na contramão do mercado que se criou ao redor de trabalho voluntário, o Phangan Project oferece um ambiente extremamente amigável e um dos excelentes quartos do hotel, em troca de 25h de trabalho por semana com algo que você se identifique, e principalmente comprometimento. Mas nao se esqueça que é tudo feito no ritmo tailandês e sem estresse. O objetivo é atingir algo que acreditamos.

Viemos para ficar 12 dias, o que é menos do que os 15 dias no mínimo que eles exigem, mas compramos tanto a ideia que no quarto dia decidimos ficar o mês de Fevereiro inteiro.

Comentários

comments

Powered by Facebook Comments

Share